quinta-feira, 6 de junho de 2013

Andebol – Melhores mas... ainda atrás


O Andebol é uma modalidade que pratiquei durante muitos anos e que, por isso, vejo com outros olhos. Entristece-me saber que é a modalidade com maior atraso no que respeita à evolução das leis do jogo e, consequentemente, ao comportamento dos árbitros em campo. As regras continuam, de modo geral, muito subjetivas fazendo com que o critério dos árbitros seja, muita vezes, inconstante e, por isso, difícil de perceber e criticável. Este é um problema da modalidade, ou seja, não é um exclusivo em Portugal. O problema em Portugal é usarem esta debilidade em favor dum só há muitos anos! Há, no entanto, que ser sério e reconhecer que a vitória do Porto no campeonato deste ano não advém de corrupção, como no Hóquei em Patins ou no Futebol, mas da qualidade superior que evidenciaram.

Este campeonato começou com um Sporting muito abaixo do seu potencial. Um bom trabalho permitiu-lhes acabarem a época mais próximo do que realmente valem conseguindo mesmo impor derrotas ao Porto e ao Benfica na fase final. O ABC e o Madeira SAD, vítimas do desinvestimento e da crise, nunca foram candidatos ao título, nem sequer se aproximaram. O Águas Santas acabou por ser a surpresa pelo bom andebol praticado, pela boa classificação, ficando logo atrás dos 3 grandes, e por ter sido a equipa que se bateu de forma mais estóica contra Porto e Benfica, acabando por decidir o campeonato por ter ganho ao Benfica na fase final e, logo de seguida, ter perdido com o Porto pela margem mínima com um golo sofrido no último segundo!
A história de Benfica e Porto é diferente das dos restantes. Na primeira fase só perderam um contra o outro, na casa do adversário e por um golo de diferença. Para além da única derrota, o Benfica tem ainda a registar um empate em Braga, contra o ABC, que não teria acontecido com uma arbitragem isenta. O Porto não perdeu mais pontos. Na fase final o Benfica entrou forte com 4 vitórias seguidas, incluindo contra o Porto, mas rapidamente se viu que a equipa parecia cansada e começaram a aparecer as derrotas, fora com o Águas Santas, Sporting e Porto, onde perdemos a possibilidade de voltar a ser campeões. O Porto, que tinha perdido na Luz, só voltou a perder em Odivelas, contra o Sporting, revalidando o título.

Benfica vencedor da Supertaça em Fafe a 2 de Setembro de 2012

Além do campeonato, a época começou com o Benfica e vencer a final four da Supertaça derrotando o Porto na meia final e o Sporting na final. E acabou com o Sporting a vencer a final four da Taça de Portugal derrotando o Benfica na meia final e o Porto na final.
Esta acabou, então, por ser uma época de revalidações, ou seja, ficou tudo na mesma em relação à época anterior. Tanto Benfica como Porto e Sporting acabaram por revalidar os títulos que já tinham conquistado um ano antes o que não deixa de ser um pouco amargo para nós na medida em que a competição que ganhámos é a menos prestigiante.

Falta apenas dizer que o Porto tem um conjunto de jogadores de formação própria, ou que chegaram ainda novos ao clube, que serão brevemente a base da seleção nacional e que sentem a camisola. Já o Benfica tem 7 jogadores da formação do ABC e muitos deles em fim de carreira. A nossa equipa é muito competitiva e provou-o na Taça EHF onde chegou aos últimos 16 perdendo por apenas 2 golos de diferença, em duas mãos, contra aquele que viria a ser o finalista vencido da prova, o HBC Nantes, mas os nossos jogadores (não todos, naturalmente) não encaram o clube da mesma forma que os do Porto fazem. Já tarda a chegada de jogadores de qualidade da formação do Benfica para a equipa principal!

O palmarés da modalidade fica assim atualizado:

Palmarés global

Campeonatos Nacionais

Taças de Portugal

Supertaças

Taças do Presidente da República

Competições Internacionais (Taça Challenge)

3 comentários:

  1. Não chegámos aos últimos 16 da EHF Cup, mas aos últimos 32. Não devíamos ter aceitado participar, devíamos ter continuado na Taça Challenge, onde tínhamos hipótese de conquistar o troféu.

    Algumas dessas Supertaças são Taças da Liga, assim como ainda devia ter sido chamada este ano.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Últimos 16 foram os que ganharam... nós perdemos :)

      Quanto a participar na Challenge, não concordo contigo. Acho que o Benfica fez bem porque deve competir com os melhores e deve dar a oportunidade aos seus adeptos de verem os melhores na Luz. Não foi a Champions mas aquela equipa do Nantes era equipa de Champions, tal como no passado o TBV Lemgo também era.
      Percebo porque dizes isso, porque o Sporting já ganhou uma e porque mais 3 equipas portuguesas já foram à final, sendo nós uma dessas. Percebo que penses que está ali um troféu europeu ao alcance que nos engrandeceria o palmarés. Concordo que é importante mas haverá oportunidades para isso, não é necessário desperdiçar as oportunidades que temos para jogar a um nível mais elevado. Não me parece que essa atitude reflita a grandeza do Benfica.

      Há uma competição que existe desde 1982 que se chama Supertaça. Em 2003 deixou de haver Supertaça e passou a haver Taça da Liga no mesmo período do ano, em substituição, apenas porque o formato mudou. Há 3 anos voltou a chamar-se Supertaça em substituição da Taça da Liga, ou seja, a competição é a mesma. O máximo que posso admitir é chamr-lhe Supertaça/Taça da Liga embora me pareça algo ridículo. Daqui a 20 anos ninguém se vai lembrar que esta competição mudou de nome por um período de uns 6 anos tal como, no futebol, ninguém atribui importância ao facto da Taça de Portugal se ter chamado Campeonato de Portugal sendo reconhecido por todos como a mesma competição.

      Eliminar